Notícias

O aniversário de 18 anos do Programa Mentoria FMUSP aconteceu no dia 25 de junho, numa cerimônia que iniciou no Anfiteatro de Fisiologia e finalizou com uma confraternização no 5º andar do Prédio Principal da FMUSP.

Retrospectiva 2001 e 2019 foi o tema da abertura, que contou com discurso do presidente da Comissão de Graduação da FMUSP e titular do Departamento de Clínica Médica, professor Milton de Arruda Martins.

Em seu discurso de retrospectiva, a coordenadora do Programa, professora Patricia Bellodi, Doutora em Psicologia pela USP, lembrou a importância do afeto e da palavra. “Embora não se trate de uma relação romântica, mentores e alunos foram e são afetados uns pelos outros, com a presença ou com a ausência. Nas aulas nem sempre o professor se pergunta: “o que quer o outro”? Mas na Mentoria é diferente. Quantas e quantas vezes nos perguntamos: por que os alunos vêm ou não vêm? Sou eu? É o outro?”

Bellodi agradeceu especialmente à parceria e ao companheirismo da funcionárias Rachel Chebabo e Silvia Abensur, durante os 10 anos iniciais do Programa.

A palestrante convidada foi a professora Maria Bernadete Amêndola, da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto.

Mentoria é o nome atualmente dado à relação em que uma pessoa mais experiente acompanha de perto, orienta e estimula um jovem iniciante em seu desenvolvimento pessoal e profissional. A tradição começou na Grécia antiga com Mentor, que cuidou do filho de Ulisse, Telêmaco, quando o grande herói foi à guerra. Todas as informações sobre o programa estão no portal http://fm.usp.br/mentoria/portal/